Casa Civil e Justiça Federal assinam acordo de cooperação para desenvolvimento de ações inovadoras

Contribuir para a construção de uma cultura de inovação intersetorial na gestão pública é um dos objetivos do Governo do Ceará, por meio do Íris | Laboratório de Inovação e Dados. Na tarde da última terça-feira (26), foi consolidada a expansão dessa atuação com o poder judiciário. Em evento realizado no Laboratório, foi celebrado o acordo de cooperação entre a Casa Civil do Governo do Ceará e a Justiça Federal no Ceará (JFCE), contemplando a realização de uma série de ações em conjunto entre Íris e InovaJus — Laboratório de Inovação da Justiça Federal do Ceará.

A parceria tem como objetivo o desenvolvimento de ações inovadoras que considerem a melhoria direta na vida de cidadãs e cidadãos, foco da atuação pública em ambos os poderes, executivo e judiciário. “Esse acredito ser o objetivo principal de quem está na vida pública: participar de projetos e buscar incessantemente formas de melhorar a vida da população e os serviços públicos. Essa iniciativa é mais uma extremamente rica e que com certeza trará grandes resultados”, comemorou o secretário-chefe da Casa Civil, Chagas Vieira.

Presente no evento representando o Tribunal Regional Federal da 5ª região, o desembargador federal e corregedor, Élio Siqueira, reforça: “Podemos fazer mais do que uma revolução tecnológica, uma revolução humana. Sempre no sentido de identificar pontos de atuação para transformar e inspirar cada vez mais pessoas, permitindo uma atuação estatal que viabilize efetivamente a inclusão das pessoas no processo”.

O acordo de cooperação prevê o compartilhamento de conhecimentos voltados para técnicas de Linguagem Simples, Direito Visual, Experiência do Usuário e Metodologias Ágeis, com oficinas, redesenho de documentos e processos. Durante o evento, a coordenadora do Programa Linguagem Simples Ceará, Isabel Ferreira Lima, e a oficiala de Justiça, Flávia Teixeira, apresentaram exemplos que já vem sendo desenvolvidos por essa parceria, como a simplificação do próprio documento do acordo e de protótipos de mandados judiciais.

“Buscamos redesenhar a comunicação processual, tornando-a mais acessível ao cidadão e, de alguma maneira, mais empática. Essa é uma experiência que começa pequena, inclusive dentro da lógica da inovação, e vai ser testada, aprimorada, mas tem ambição de se tornar uma referência para toda a região”, celebra o juiz federal Leonardo Resende, coordenador do InovaJus. O Laboratório foi criado com o objetivo de fomentar a criatividade e a inovação dentro da Justiça Federal.

A oficialização da união entre Íris e InovaJus é mais um marco na construção de uma rede no setor público cearense, referência nacional em laboratórios de inovação, com iniciativas em diversos setores e instituições. “Buscamos saber como as instituições públicas podem se aproximar da população a partir da entrega de melhores serviços públicos, conseguindo assim aumentar a confiança do cidadão. Para isso a gente colabora, cocria, experimenta, e os laboratórios de inovação entram como espaços que induzem tudo isso”, comemora Jessika Moreira, coordenadora-geral do Íris.

“Entusiasta do tema, a governadora Izolda Cela diz que inovação é aquilo que dá resultado, não basta somente ter uma grande ideia. Precisa ser uma ideia factível, plausível, que realmente mexa na vida das pessoas. E é o que Íris tem feito e vai fazer agora com essa parceria com a Justiça Federal. Que tenhamos bons frutos, grandes resultados”, reforça Chagas.

O documento foi assinado pelo secretário-chefe da Casa Civil, Chagas Vieira; o juiz federal diretor do foro da seção judiciária no Ceará, Alcides Saldanha; a procuradora-geral do Ceará, Antônia Camily Cruz; tendo como testemunhas o desembargador federal corregedor do Tribunal Regional Federal da 5ª região, Élio Siqueira, e o juiz federal e auxiliar da presidência do Tribunal Regional Federal da 5ª região, Marco Bruno Clementino.

Estiveram presentes no evento também o secretário de acompanhamento de Projetos Especiais da Casa Civil do Ceará, Flávio Jucá; a secretária Executiva de Comunicação, Publicidade e Eventos da Casa Civil do Ceará, Carmen Cavalcante; o secretário da Saúde do Ceará, Marcos Gadelha; a secretária de Saúde de Fortaleza, Ana Estela Leite, e o coordenador da Assessoria Jurídica da Casa Civil, Roberto Mota.